Segunda-feira, 3 de Agosto de 2009

Transforme a vida em um show existencial, em uma aventura indecifrável.

Passo os primeiros anos de minha vida adulta procurando pelo não sei o que.

Tempo, tenho muito medo.



Se a vida fosse menos ingrata, o tempo seria menos maldoso quando estamos nos divertindo.



Condenados somos nós, pobres bipedes falantes, fardados a caminhar ás cegas pelo túnel, com a luz de uma vela ao longe, aos poucos, se apagando.



O escapismo desleal da felicidade, és tu, minha doce Galatéia.



Minha linda, Galatéia.



súbito ataque de carinho.



Pois te confesso que paixão não existe, paixão agente inventa e segue assim,

 

assistindo a todos os televisores ligados.

 

Big Brother is watching you.

descrataquizado por oddie às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 6 de Junho de 2009

Tristeza, eu te amo.

 

Palavras são navalhas. Adeus é uma mera formalidade, o que está esgotado, já se esgotou há muito tempo. Não é preciso gastar muitos neurônios nem energia pra sacar que tudo isso é muito triste, tristeza, eu te amo, mas isso tudo já se esgotou há muito tempo.

O menino que eu conheci no parque hoje estava meditando, cara, e ele estava só de cuecas. Ele disse que treinava kung-fu em outro parque, um que ficava descendo a avenida. Sentei em posição de lótus e comecei a meditar também. Estava um frio danado, e quase devaguei imaginando como ele conseguia estar ali, só de cuecas. Meia hora depois, ouvi ele se levando e botando as roupas, e resolvi cair fora. Antes de vazar, perguntei a ele quando ele voltaria para ali, para que pudéssemos trocar ideias.

Aí a coisa ficou bizarra, pois o moleque, pouco mais de 11 anos, me olhou e disse que percebia uma tristeza estranha em minha voz. Disse então que havia acontecido uma coisa chata no dia anterior, e, após ele insistir, contei que havia discutido com uma pessoa que eu gostava muito. Disse que ela era uma aranha, daquelas bem peludas, e que me dava medo de pensar nela. Ele me disse que mulher é uma merda mesmo, e achei estranho ouvir isso de uma criança. A TV anda fazendo maravilhas com a geração de hoje.

Sabe, as coisas ficaram metafisicas demais para o gosto dele, e ele decidiu que não ia mais aparecer por ali mesmo, estava indo morar com sua mãe não sei pra onde. Deixou apenas essa frase, “palavras são navalhas”, que pra mim é trecho de uma musica do Belchior. E eu nem gosto de Belchior.

 

 

descrataquizado por oddie às 21:58
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

gen 38:6-8

Venho sonhando colorido, é verdade o que dizem sobre Onã, você sonha em escalas de cinza.Como fui parar, aqui, assim, sem juízo.

Está tudo bem agora.

Tenho sonhado colorido e isso tudo deve-se a ela, a bailarina, e com seu cabelo curto, rubro, vou dormir, mas antes, encharco minha cama com espuma branca, e é pensando nela que eu deixo tudo assim, branco, branquinho.

 

 

descrataquizado por oddie às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Transforme a vida em um s...

. Tristeza, eu te amo.

. gen 38:6-8

.arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO