Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

124/126 - Pico na Veia

 

Toda mulher é  uma assassina em série de corações – sempre te oferecendo, grandes ou pequenos, duros ou fofinhos, esses dois peitos com todos os frutos da terra prestes a serem teus.

Ai, que são teus, só teus – e te matam, ai e sim, docemente de gozo.

 

Toda mulher é  uma assassina em série de corações – sempre te oferecendo, grandes ou pequenos, duros ou fofinhos, esses dois peitos com todos os frutos da terra prestes a serem teus.

Ai, que são tantos e não são teus – e mil vezes por dia te matam docemente só de vê-los.

Trevisan

 

descrataquizado por oddie às 14:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

á pequena columbina

da série de cartinhas de amores diferentes que ficaram para trás

 

"Sabe, talvez seja por ter te esbarrado numa fase meio escura que é aquela em que os meninos são jogados no mundo sujo dos adultos, ou talvez seja por causa do meu ambiente não possuir o mesmo brilho que eu se lembrava do tempo das tardes quentes e intermináveis que precedia os natais, tardes que eu adoro e que aparentam estar perdidas em algum lugar distante no passado, ou talvez seja mais um amorzinho bom, bobo e platônico, que agente acaba de um jeito ou de outro tentando esquecer.

É Columbina, são esses "talvezes" todos que dão um brilho diferente ao seu sorriso, um brilho capaz de preencher um pouco a mais de vida momentos como esse, em que no silencio do meu quarto, sentado na frente do computador, posso sentir de uma maneira terna e angustiante a certeza de que ainda exista alguma coisa bela e pura no meio de todo esse caos que se encontram os homens, que no meio de tudo isso exista algo perfeito, e isso é você, esse é seu dom, e disso eu não desistiria nunca...

Mesmo talvez sendo nada mais do que mais um.

( um "mais um" bem ausente, se quer saber )
·... mas como eu disse, essas coisas são feitas de talvez, e que 2008 seja repleto deles... "

 

 

"...E a tarde se desfaz caindo assim a noite aproximando esses seres separados por questões, reunidos pelo melhor deles: a compreensão e o amor que sentiam  um pelo outro !!!"

 

não um alerquim, não um pierrot

 

um Anjo.

 

descrataquizado por oddie às 16:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

a situação do velho que olhava os carros

Possuía feições grosseiras. Completava com a barba cerrada, mal-feita. O jeans rasgado e sujo ajudava na aparência desleixada. Camisetas repetidas causavam a estranha sensação de deja-vu nos seus poucos companheiros de rua.

Físico parco refletia junto aos olhos escuros todo vazio e a dor de vinte três anos perdidos. Há quem acredite que ele nunca amou - apesar de ter sido esse suposto amor o responsável pela sua reclusão.

 

Encontrou a infeliz na cama com outro, Artigo 121, Homicídio.

- Tá, aí você matou o cara, né ? – perguntei.

- Matei ela, claro.Esganei a safada até ela morrer. – concluiu.

Na delegacia estourou os outros B.O. : 155, 157 e 157, parágrafo 3.º, segunda parte, Latrocínio, roubo seguido de morte. Vinte e três anos de prisão. Vinte e três anos de prisão, cumpridos a risca, por um sistema penitenciário que tende a engolir pelo o esquecimento os pobres, os pretos. Vinte três anos é tempo suficiente para perder os pais, a família, e a vida. Vinte e três anos é o número que marca rugas, um garoto de vinte anos cheio de rugas, perdido no tempo, na rua. Talvez ele mereça.

Ele acredita que não.

- Vinte três anos... Que situação... Que situação... – dizia, fitando o horizonte.

descrataquizado por oddie às 15:33
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

CHAOS – The Rock Video!

pintos cor-de-rosa – Alice viajando no pó...

 

"Os Estados Unidos oferecem liberdade de expressão porque todas as palavras são consideradas igualmente insípidas. Apenas as imagens contam – os censores amam cenas de morte e mutilação, mas horrorizam-se diante de uma criança se masturbando – para eles, aparentemente, isso é uma invasão de seu fundamento existencial, sua identificação com o Império e seus gestos mais sutis.

 

Sem dúvida, nem mesmo o pornô mais poético faria o cadáver sem rosto reviver, dançar e cantar (como o pássaro do Caos chinês) – mas... imagine o roteiro de um filme de três minutos ambientados numa ilha mítica povoada por crianças fugitivas que moram nas ruínas de antigos castelos ou em cabanas-totens e ninhos construídos com detritos – uma mistura de animação, efeitos especiais, computação gráfica e vídeo – editado de forma compacta, como um comercial de fast-food...

 

... mas insólito e nu, penas e ossos, tendas abotoadas com cristais, cachorros negros, sangue de pombos – vislumbres de membros cor de âmbar enrolados em lençóis – rostos, cobertos por máscaras cheias de estrelas, beijando dobras macias de pele – piratas andróginos, faces abandonadas de colombinas dormindo em altas flores brancas – piadas sujas de se mijar de tanto rir, lagartos de estimação lambendo leite derramado – pessoas nuas dançando break – banheiras vitorianas com patos de borracha e pintos cor-de-rosa – Alice viajando no pó...

 

... punk reggae atonal para gamelão, sintetizadores, saxofones e baterias – boogies elétricos cantados por um etéreo coro de crianças – antológicas canções anarquistas, um misto de Hafez & Pancho Villa, Li Po & Bakunin, Kabir & Tzara – chame-o de "CHAOS – The Rock Video!"

 

Trecho de "Pornografia", de Hakim Bey

 

descrataquizado por oddie às 13:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009

Onde Vivem os Monstros

 

Dedicado ao meu grande amigo Saint Cir, que agarrou a morte pelos chifres, e aplicou um mata leão na safada.Um cara que enfrentou os seus monstros.

 

Ouve a declaração, oh bela
De um sonhador titã
Um que dá nó em paralela
E almoça rolimã
O homem mais forte do planeta
Tórax de Superman
Tórax de Superman
E coração de poeta

Não brilharia a estrela, oh bela
Sem noite por detrás
Tua beleza de gazela
Sob o meu corpo é mais
Uma centelha num graveto
Queima canaviais
Queima canaviais
Quase que eu fiz um soneto

Mais que na lua ou no cometa
Ou na constelação
O sangue impresso na gazeta
Tem mais inspiração
No bucho do analfabeto
Letras de macarrão
Letras de macarrão
Fazem poema concreto


Oh bela, gera a primavera
Aciona o teu condão
Oh bela, faz da besta fera
Um príncipe cristão
Recebe o teu poeta, oh bela
Abre teu coração
Abre teu coração
Ou eu arrombo a janela

[A Bela e a Fera, Chico Buarque]

 

sinto-me:
descrataquizado por oddie às 19:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2009

vemos as coisas de modo diferente

"Esta era a jahiliyah – terra da ignorância. Esta era a América. O Grande Satã, o Arsenal do Imperialismo, o Financiador do Sionismo, o Bastião do Neocolonialismo.Lar de Hollywood e das putas loiras em nylon preto.A terra dos F-15 equipados com mísseis que disparam sobre o céu de Deus, numa vaidade pagã.A terra de frotas nucleares globais, canhões disparando obuses grandes como carros.

Esqueceram que atiravam em nós, que nos bombardearam, nos difamaram e armaram nossos inimigos. Não têm memória, os americanos, nem história. O vento passa por eles, e o passado se vai. São como folhas mortas."

Bruce Stering ( sua imaginação é pura bizarrice )

 

[---]

 

 

 Somos Todos Palestinos

 

 Somos Todos Palestinos


descrataquizado por oddie às 12:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009

_acho que o tempo anda me comendo

 

"___________e por falar em sexo quem anda me comendo
é o tempo
na verdade faz tempo mas eu escondia
porque ele me pegava à força e por trás

um dia resolvi encará-lo de frente e disse: tempo
se você tem que me comer
que seja com o meu consentimento
e me olhando nos olhos

acho que ganhei o tempo
de lá pra cá ele tem sido bom comigo
dizem que ando até remoçando"


Viviane Mosé

descrataquizado por oddie às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

Deus, Capiau e o banheiro entupido.

limpar a merda alheia e se sentir bem com isso

 

Se fosse necessário resumir um grande ensinamento, de um grande bodisatva, eu diria ame o seu próximo. Quem consegue oferecer sua outra face à tapa?

Acredito que grande parte dos que se dizem cristãos não conseguem entender que todo o resto não importa muito, pois essas palavras são a verdadeira essência de Cristo. Jesus veio e foi crucificado por pregar que Deus é amor, e vivo discutindo com meus amigos sobre esse tema. Ora, assistimos a um mundo que sempre escreveu sua história com sangue, nunca foi diferente e às vezes peco ao imaginar que nunca será.

Ontem, discuti com meus pais. Eles estavam ensinando a minha prima de três anos a revidar quando a vizinha, também na faixa dos três anos, batesse nela. Percebi que desde pequenos, somos ensinados a odiar nosso próximo, pagando sempre na mesma moeda (e com um trocado a mais) o mal que nos é imposto.

Pouco depois de lhes dizer isso, fui para o meu quarto passar um tempo com a namorada, quando minha mãe inventou de lavar meu banheiro. O banheiro estava todo cagado e entupido, e o ultimo a usar foi um rapaz que mora lá em casa, o Capiau.

Ela, como sempre, colocou a culpa em mim, que frustrado pela merda alheia, senti uma ânsia e raiva infinita da cara de pau do intruso, continuando a negar que a merda não era dele. Eu conheço minha merda, desde a sua cor á sua forma, e aquela definitivamente não era minha.

Minha mãe, sempre com muito mais compaixão com os hospedes do que com o próprio filho, deixou para lá e resolveu desentupir a privada. Eu não permitiria que ela fizesse aquele esforço por causa de um retardado, então, resolvi desentupir, mesmo xingando e dizendo que ele nunca mais usaria meu banheiro.

Depois de dar a ultima descarga, percebi o quanto era hipócrita. Prego a Deus e o mundo contra esses cristãos de araque que não conseguem entender meia palavra do que seus profetas dizem, sem um ladrão na frente deles para dizer-lhes em que acreditar. E eu não consigo seguir minhas próprias convicções, esqueço da gentileza dos sábios, da complacência de limpar a merda alheia e se sentir bem com isso.

Jesus e Buda dizem a mesma coisa e ninguém consegue ouvir. Se alguém conseguir seguir um terço do que pregam, descobriria o verdadeiro significado da vida.Eu ainda estou tentando.

 

sinto-me:
descrataquizado por oddie às 11:59
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Deus Quis.

. tristessa, je t'aime

. Ganimedes 76, Piva

. Chaos Reigns

. Mulata

. É esse cigarro, toda manh...

. Não comerei da alface a v...

. Rato Ruim

. Enquanto o Mundo Explode

. e agora um Deus dançou em...

.arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO