Domingo, 9 de Agosto de 2009

Histórias sobre os Excluídos, Paulo Coelho : Isaac é necessário.

Certo rabino era adorado por sua comunidade; todos ficavam encantados com o que ele dizia. Menos Isaac, que não perdia uma chance de contradizer as interpretações do rabino, apontar falhas em seus ensinamentos. Os outros ficavam revoltados com Isaac, mas não podiam fazer nada.

Um dia, Isaac morreu. Durante o enterro, a comunidade notou que o rabino estava profundamente triste.

 

-Por que tanta tristeza ? - comentou alguém.- Ele vivia colocando defeito no que o senhor dizia!

 

- Não lamento por meu amigo que hoje está no céu – respondeu o rabino. - Lamento por mim mesmo. Enquanto todos me reverenciavam, ele me desafiavam, e eu era obrigado a melhorar. Agora que ele se foi, tenho medo de parar de crescer.

 

 

descrataquizado por oddie às 21:17
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Guida a 9 de Agosto de 2009 às 22:07
Os elogios em excesso acabam por ser imprestáveis e viciados, já as críticas são sempre avaliáveis, nem que seja para criar as próprias críticas.
De kelly a 10 de Agosto de 2009 às 00:02
No fundo,sempre temos medo de crescer, e vc, com um post simples, por um pequena situação, mostrou isso
bjitos

http://www.pequenosdeleites.blogspot.com
De guace almeida a 20 de Agosto de 2009 às 22:21
perfeito...a critica quandovista sob outro aspecto ela nos faz crescer...com certeza!
De Angee a 22 de Agosto de 2009 às 02:19
Simplesmente

É uma situação que pouco ocorre quando obtemos uma vida madura, em grande parte há na infância com os berros dos nossos pais...

Quando se vivencia essa situação quando já adquirimos determinada idade, continuamos a viver como crianças que não escutaram a experiencia falar.

Só um dia quando não se ganha mais a experiencia e sim se é! finda um ciclo no qual crescemos para iniciar uma no qual decrescemos, pois não aprendemos mais nada nem retribuímos nada, sempre ressoando em nossa mente:
Não aprendemos
Não retribuímos nada
Não amamos nada e assim...
e com a palavra inicial desta divagação:
Estagnamos no tempo.

De Guttwein a 28 de Agosto de 2009 às 01:23
E que reflexão não é mesmo? Estaguinar-sediante dos desafios, uma vez que não existe mais o confronto... porém, com desafiantes ou não ,vai de cada buscar seu aperfeiçoamento diário.
O beneficio tem de vir para si, e não para provar algo para os outros...

Comentar post

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Deus Quis.

. tristessa, je t'aime

. Ganimedes 76, Piva

. Chaos Reigns

. Mulata

. É esse cigarro, toda manh...

. Não comerei da alface a v...

. Rato Ruim

. Enquanto o Mundo Explode

. e agora um Deus dançou em...

.arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO